Já no primeiro período

25 06 2008

No primeiro período de faculdade de jornalismo os alunos ainda não estão muito entrosados com o curso, não conhecem os laboratórios e sentem falta de produzir trabalhos em outras áreas que não seja a redação para o impresso. Para dar novas alternativas aos calouros e impulsionar a turma com um trabalho diferenciado, a professora Mari Spessatto coordena, na disciplina de Língua Portuguesa I, uma produção que visa transformar um discurso escrito em outras formas de linguagem como vídeo, fotografia, música, radionovela e quadrinhos. A turma que hoje está no quinto período trabalhou com A Metamorfose de Franz Kafka e no ano passado o texto foi O amor é uma Falácia de Max Shulman.

Neste semestre a turma do primeiro período reinventou o conto Um discurso sobre o método de Sérgio Sant’Anna, baseada na obra de mesmo nome do filósofo René Descartes. “O trabalho possibilitou diversas leituras sobre um mesmo texto e possibilitou trabalhar com áreas novas, para mim a Tv”, comentou a estudante Camila Arruda que produziu o vídeo Um discurso sobre o método junto com Alexssandra Mezomo, Julherme Pires, Neusa de Carvalho, Rafaela dos Santos e Thiago Zaboenco. Confira:





Laboratório de TV inicia digitalização do acervo

6 03 2008

Toda a produção audiovisual dos acadêmicos de jornalismo nas disciplinas de Telejornalismo e Projeto Experimental é arquivada no Laboratório de TV – LabTV. Até 2006, este material era gravado em fitas VHS e Super VHS. A partir de então, com a aquisição do gravador de DVDs, o acervo passou a ser digital.

No início deste semestre, o LabTV começou a transferir o material arquivado nas fitas para os DVDs. Os vídeos são produtos midiáticos como programas experimentais de telejornalismo, documentários, telejornais, vídeos do minuto e curta-metragens, além de outras produções. Também serão digitalizadas gravações de eventos promovidos pelo curso de jornalismo como palestras e seminários.

Segundo a coordenadora do LabTV, professora Ilka Goldschmidt, o desafio desta tarefa é concluir a digitalização de todo o acervo até o fim do semestre. Para isso, os técnicos e estagiários utilizam o tempo ocioso do laboratório. Além de aliviar o espaço nas prateleiras dos armários, este trabalho vai facilitar o acesso do público acadêmico. A hemeroteca vai receber cópias do acervo para uso dos interessados, conforme a proposta da coordenação do curso de jornalismo de transformar aquele laboratório em um espaço multimeios.





Oficina de Telejornalismo

6 03 2008

Durante toda a semana passada, de 25 à 29 de fevereiro, 22 alunos do curso de Jornalismo da Unochapecó participaram da oficina de Linguagem para Telejornalismo, ministrada por Cléberson Silva.

Cléberson é egresso do curso e já trabalhou como repórter e apresentador da RBS TV e da Record. No decorrer da semana, Cléberson repassou informações a respeito das técnicas do telejornalismo, falou sobre a estrutura das emissoras e sucursais de TVs no estado e também deu dicas sobre o dia-a-dia corrido da redação de um telejornal.

Na quinta-feira, os alunos tiveram a oportunidade de colocar em prática um pouco do que aprenderam na oficina. A experiência foi simular um telejornal ao vivo, com matérias produzidas pelos participantes, sob a orientação de Cléberson.

Bruna Deitos, acadêmica do 5º período, está cursando a segunda cadeira de telejornalismo e afirma ter gostado da oficina porque, além de ter reforçado o que está aprendendo em sala de aula, também oportunizou a vivência da rotina do telejornal. ” Pudemos aprender na correria como é o dia-a-dia na redação e também descobrimos funções novas, funções que não sabíamos a qual personagem dentro do telejornal cabe”, diz.